85F847F5-CA94-4DD3-AFBE-684C55901F16

PURPLE DAY !!! 26.03.2021

O Dia Mundial da Conscientização da Epilepsia , também conhecido como Purple Day, foi criado em 2008, por uma menina canadense, Cassidy Megan, de 9 anos, com ajuda da Associação de Epilepsia da Nova Escócia.

Cassidy escolheu a cor roxa para representar a epilepsia, devido a flor lavanda, segundo ela, ser frequentemente associada a solidão, sentimento de isolamento que muitas pessoas com epilepsia apresentam. Seu objetivo foi mostrar que as pessoas com epilepsia não estão sozinhas.

Neste dia tão importante, Dra. Cristine Cukiert e Dra. Natália Longo realizaram uma live no intagram para tirar dúvidas sobre esta doença neurológica que afeta aproximadamente 50 milhões de pessoas no mundo e cerca de 3 milhões de brasileiros, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Perguntas e respostas.

1) Qual a importância do dia 26.03 para os portadores de epilepsia e suas famílias?

O dia 26.03 é o dia mundial da conscientização da Epilepsia. Este dia é muito importante para as pessoas que têm epilepsia e suas famílias, devido ser um dia de reconhecimento mundial sobre a doença, havendo com isso a difusão de informações sobre o assunto.

Hoje em dia, a informação é a nossa maior arma. Quando não conhecemos um assunto, tomamos atitudes erradas e espalhamos informações que não são verdadeiras.

2) Hoje, o paciente epiléptico, que mantém o seu tratamento em dia, consegue preservar a sua qualidade de vida?

Sim, a maioria dos pacientes que têm epilepsia podem ter uma vida normal.

Alguns estudos mostram que somente 30% dos casos de epilepsia são refratários ao tratamento. Isto mostra a importância de fazer um diagnóstico e uma investigação correta para escolher o melhor tratamento para o paciente.

3) Estamos há um ano vivendo e sofrendo as consequências da pandemia do coronavírus. Como ela afetou a saúde dos portadores de epilepsia?

A pandemia afetou a vida das pessoas com epilepsia da mesma forma que afetou todas as outras pessoas do mundo, pois a COVID 19 não escolhe quem vai infectar. A pessoa pode ser rica ou pobre, ser homem ou mulher, ter epilepsia ou não, os cuidados são os mesmo para todos.

4) Portadores de epilepsia têm alguma restrição que os impede de tomar a vacina contra o covid-19?

A priori NÃO. Os pacientes com epilepsia não têm nenhuma contraindicação para tomar as vacinas contra a COVID-19.

Na bula da vacina CORONAVAC está escrito:

“uso com cautela deve ser feito nos seguintes casos: história familiar e pessoal de convulsão, portadores de doenças crônicas, história de epilepsia e alergia”

Bula Coronavac

USO COM CAUTELA não quer dizer que não pode fazer uso. O médico, que acompanha o paciente, tem autonomia para decidir e orientar se o paciente pode ou não tomar a vacina.

5) No purple day, precisamos destacar os ganhos sociais das pessoas com epilepsia. Você considera que o estigma em relação a doença tem diminuído nos últimos anos?

Sim, diminuiu, porém ainda temos muito o que melhorar.

A estigmatização dos pacientes com epilepsia vem de muitos anos. Desde a época de Hipócrates, que foi o pai da medicina, e piorou no feudalismo.

A crise epiléptica ocorre de forma súbita e com manifestações diferentes, dependendo da região do cérebro que é acometida. Isto faz com que as pessoas fiquem assustadas e a falta de informação sobre a doença leva a atos de discriminação.

O dia da conscientização da epilepsia é importante para mostrar para o mundo o que é a doença, como ela acontece e que ela pode ser tratada.

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

A enxaqueca é uma doença neurológica crônica, em que o paciente apresenta dores de cabeça recorrentes, associada a outros sintomas como fotofobia, fonofobia e náuseas.